Navigation Menu

EXCLUSIVO: Jazz Out celebra o Dilla Day em Hotel Sofisticado do Rio






Sexta-feira pós carnaval, enquanto uns ainda corriam atrás de blocos no Rio de Janeiro, a fim de curtir os últimos respingos da ressaca do carnaval, outros lamentavam a derrota de sua escola de samba preferida, enquanto isso, bem no Centro da Lapa - RJ em um hotel 4 estrelas acontecia um dos maiores e mais importantes eventos de celebração do Hip Hop mundial, o Dilla Day!

Para quem não conhece, James Dewitt Yancey, Jay Dee ou simplesmente J. Dilla foi um rapper, DJ e produtor musical americano que emergiu em meados da década de 1990 em Detroit, Michigan. Dilla é considerado um dos produtores mais influentes de toda a história do Hip Hop.

Se ainda assim, você não conhece pelo nome, provavelmente conhece as músicas e produções dele através dos artistas com quem ele trabalhou como: De La Soul, Busta Rhymes, Common, D'Angelo, Erykah Badu, Slum Village, A Tribe Called Quest, entre outros.

O responsável por esta black empreitada artística foi o pianista Jonathan Ferr que lidera o grupo Ferr Trio. Fã declarado da lenda do Hip Hop, Ferr tratou de fazer um tributo a altura.

“Quando eu era mais novo,sempre ouvia rap, paralelo aos discos do jazz. Quando conheci o som da Erykah Badu, D’Angelo, e essa galera do neo soul, percebia um som contemporâneo que me soava muito moderno. Pesquisando, logo cheguei ao Dilla e fiquei maravilhado. Ele pegou os beats convencionais do hip hop produzido nos anos 90, e acrescentou elementos do jazz. Isso deu uma dinâmica ao grooves, e influenciou toda uma geração do rap e R&B.  Dilla criou uma linguagem, e esse foi seu legado.”

O DillaDayRio aconteceu dentro do badalado happy hour semanal Jazz Out, que recebe toda semana bandas de jazz contemporâneo.

No palco, o grupo anfitrião Ferr Trio (formado por Jonathan Ferr ao piano, Facundo Estefanell no baixo e Davidson Ilarindo na bateria)  recebeu como convidados o rapper Ramonzin, a cantora gaúcha Lica Tito e o saxofonista Joel Ferreira.

A noite ainda contou com uma exposição da artista plástica Wallz Artco; Mostra de vinil com da Alive Pop UP  e video mapping da vj Stella Maiques.

A abertura ficou a cargo do produtor e beatmaker Lossio, tocando beats do Dilla e de outros produtores influenciados pelo produtor falecido em 2006.

“ Eu já havia feito o tributo ao Dilla em novembro, mas desejava, fazê-lo junto com os outros “Dilla Day’s” que aconteciam todo ano no resto do mundo. Creio que há uma conexão incrível através da música. Então, mesmo colado ao carnaval, acreditei que seria possível. Tive o apoio da produtora Neon Entretenimento e do Hotel Vila Galé que acreditaram no potencial do evento. Além de todos os artistas que confiaram em mim. É muito gratificante ocupar um espaço 4 estrelas com o Urban Jazz e ter uma resposta tão positiva. Uma grande conquista, eu diria” 

Comenta Ferr, que também é curador do semanal Jazz Out junto com a empresária e entusiasta cultural Tânia Artur.

O Dilla Day Rio 2016 foi realizado com casa cheia e muitos elogios. A celebração musical também contou com a presença especial diretamente de Portugal do presidente da rede de hotéis Vila Galé, Dr. Almeida, conhecido por seus empreendimentos em lugares históricos e de valores culturais.

Enquanto os apaixonado aguardam ansiosos por uma nova edição, vem novidade por aí!



“Aguardem O Dilla Day Brasil 2017! Virá com muito mais surpresas e não acontecerá apenas no Rio de Janeiro” revelou, Tânia.

Veja, no vídeo, como ficou o clima do lugar.




Para maiores informações sobre o evento e músico Ferr, curta as páginas: @ferrjazz & @jazzoutbrazil no Facebook.


0 comentários:

Follow @ RollingSoulBrasil